sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

QUINZE MINUTOS DE AULA SOBRE O HINDUÍSMO






DISCIPLINA: CIÊNCIAS DAS RELIGIÕES E ENSINO RELIGIOSO
Professor: Dr. Lusival Antonio Barcellos

Equipe:
Ana Cristina de Almeida Cavalcante Bastos;
Francisca Rocha Furtado Gomes;
Marlene Cahu;
Maria José Torres Holmes.


A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé
EQUIPE DE TRABALHO

Roteiro de Trabalho Pedagógico
1-Apresentação do tema: A Cultura Hindu
Dinâmica Inicial (Mantra)

MANTRA:
HARE KRISHNA HARE RAMA

Hare Rāma Hare Rāma
Rāma Rāma Hare Hare
Hare Kṛiṣhṇa Hare Kṛiṣhṇa
Kṛiṣhṇa Kṛiṣhṇa Hare Hare


TRADUÇÃO

Dá-me a Vontade Divina, Dá-me a Vontade Divina,
Vontade Divina, Vontade Divina, Dá-me, Dá-me.
Dá-me Alegria, Dá-me Alegria,
Alegria, Alegria, Dá-me, Dá-me. ”


Nenhuma descrição de foto disponível.
UMA SIMULAÇÃO DO ALTAR DE OFERENDAS DOS HINDUS

2-Introdução:
Nessa pesquisa sobre “O Hinduísmo Transversalizando os cinco eixos temáticos do ER, é necessário que se possa aprender quais são estes eixos, ou seja: Culturas e Tradições Religiosas; Textos Sagrados Orais e escritos; Teologias; Ritos e Ethos. A pesquisa inclui um estudo a respeito de seus ensinamentos, envolvendo a percepção de sacralidade, através de sua verdade, seus escritos, símbolos, rituais e valores, bem como a construção do conhecimento científico. Este trabalho tem como objetivo:Estudar o fenômeno religioso como a busca de suas manifestações religiosas que se traduz em aprender o significado último por atitudes e costumes característicos, nos quais se pode observar tanto o acontecimento religioso, quanto a sua significação religiosa, no sentido de desenvolver junto aos discentes, o estudo desta ou de outras culturas religiosas.

3-Tradição Cultural Religiosa Hindu:

O hinduísmo é um complexo conjunto de doutrinas e práticas religiosas. Suas Escrituras Sagradas surgiram na Índia 4.000 anos atrás. É considerada a mais antiga religião do mundo. Seus ancestrais eram conhecidos, como ãryas, que significa ariano ou indo-ariano. Em Sãnscrito a palavra hinduísmo, escreve-se “Sanãtana Dharma”, que significa a “Lei Permanente”. Neste contexto Dharma significa “religião”. Essa língua pertence à família indo-européia que era o seu idioma. A tradição Hindu é mais do que uma simples religião, ou deveres religiosos. Era conhecida ainda como “Mãnava Dharma que significa a religião do homem”. Por isso, entendia-se ser uma religião aplicável a toda humanidade. Mais tarde recebeu o nome de hinduísmo, porque fazia fronteira com a Índia Antiga.
Não teve nenhum fundador. Isso gera sempre questionamentos: como pode uma religião não ter fundador? Suas verdades se fundamentam entre os antigos sábios da Índia.
O deus principal é Brahman que se apresenta de várias formas que se chamam deuses, mas na verdade são aspectos, reflexos ou expressões do próprio Brahman, o “Deus Supremo”. Para os hindus, tudo que existe no mundo e todos os seres vivos também são reflexos de Brahman, criador do universo; Vishnu é o preservador e Shiva é o deus destruidor do universo, pois segundo os hindus sem esta destruição, não poderá haver recomeço.

Os Textos Sagrados: Seus primeiros textos, o Livro dos Vedas, 1.500 a. C. Para eles os Vedas vêm de Deus. Estão divididos em quatro partes: Rig-Veda; Sãma-Veda; Yajur-Veda; Atharva-Veda. Existem outros em que destacamos: Bhagavad-Gita. (Canção Celestial ou a Canção de Deus), é parte do Sexto Livro de Mahabharata.

Os Ritos: Eles não constroem igrejas e sim templos para adorar os deuses, oferecem flores e frutas ou presentes para agradar a seu deus favorito. Ficam descalços em sinal de respeito. Deixam suas oferendas na frente, como as estátuas ou figuras de seu deus. Fazem suas orações e ao término recebem a bênção de homens sagrados do templo. Costumam terem seus pequenos altares em casa.
Acendem velas e vivem meditando. Entre seus festivais destacamos o Festival das Nove Noites para a Deusa Durga. O festival do deus Shiva em março e o Festival de Krishna em agosto. A vaca é sagrada adoram-na como a “Mãe Divina”. A morte para eles é apenas um estágio e a passagem de uma vida para outra. Suas peregrinações, são os rios, entre esses destacamos o Ganges. Existem tantos outros ritos e rituais.

A Teologia: Se fundamenta no culto aos Avatares da divindade Suprema Brahman. Destacando-se “a Trimurti”- Uma trindade constituída por Brahman, Shiva e Vishnu. A descrição das representações do Transcendente nas tradições religiosas; suas verdades de fé; o conjunto de mitos, crenças e doutrinas, que orienta a vida do fiel em cada tradição religiosa.
O Ethos: É a forma interior da moral humana, em que se realiza o próprio sentido do ser. É formado na sua percepção interior dos valores, de que nasce o dever como expressão da consciência e como resposta do próprio “EU” pessoal. Os vários caminhos percorridos pelos hinduístas, estão fundamentados na importância da vida moral ensinada por todos os verdadeiros gurus.


4-Conclusão:

Diante do que vimos, percebe-se que seguindo esse roteiro para cada tradição religiosa que apresenta o seu conjunto de normas e valores, e tem um sentido próprio de explicar o motivo da existência das coisas, o significado da vida, a maneira religiosa como cada povo vive e dá as suas respostas a estes questionamentos. Cada forma de afirmar o seu sagrado faz conhecer aos seres humanos, seus mistérios e sua vontade, e isso é o que dá origem a essas tradições religiosas. Esse se chama “fenômeno religioso.”


5-Referências:

POSSEBON, Fabrício (Org). Os Mitos e suas Abordagens. Holmes, Maria José Torres. Uma abordagem da cultura hinduísta Transversalizando o ensino religioso- 2008- UFPB







Nenhum comentário:

Postar um comentário

A DEUSA LUA

Textos Diversos