O ENSINO RELIGIOSO EM CONSTRUÇÃO...

                         (Maria José Torres Holmes)


    
Com a mudança do artigo 33 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei    9394/1996, referente ao Ensino religioso, originando assim, a Lei de nº 9475/1997, a Lei do Ensino Religioso, decretando dessa forma a sua estabilidade no âmbito educacional, enquanto componente curricular entre os demais componentes. Essa foi uma conquista do FONAPER que a partir dessa data em diante, não parou mais de lutar por um Ensino Religioso que respeita o Estado laico e a diversidade cultural religiosa do Brasil e porque não do mundo.

Curso de Extensão UFPB-PB 2013- 2014- Diversidade Religiosa na Escola

     Este componente curricular sempre está em evidência, nas mais diversas esferas da sociedade, pois existem campanhas resistentes a seu favor pela sua permanência na escola, como mais um componente educacional a somar com a formação do cidadão com respeito e dignidade. Enquanto isso, há aqueles que talvez por desconhecimento da proposta educacional do Ensino Religioso são contra o seu estabelecimento na escola. " Quem não sabe não consegue nem mesmo elaborar suas dúvidas, quem não elabora suas dúvidas, não pergunta "[...] GONÇALVES (1998, p.12), e por isso não conhecem e falam sem conhecimento de causa, fazendo do Ensino Religioso: "O patinho feio".

Por ocasião do VII CONERE em Juiz de Fora-MG 2012
      Por outro lado essa equipe imensa que se destaca pelo Brasil afora, está nos bastidores da vida lutando nacionalmente por um Ensino Religioso que deixou de ser esse patinho feio para se tornar um dos importantes complementos de uma formação cidadã, para que a compreensão do sentido da vida possa se estabelecer na escola, a partir dos estudos reflexivos desses conteúdos, enquanto..."Proposta educativa de cunho transdisciplinar, interdisciplinar e disciplinar". (Oliveira, et all. 2007, p.142). 

                               
                               XII SEFOPER- Manaus/ AM 2012 Colégio D. Bosco












           Nessa construção, anual de estudos reflexivos sobre este componente curricular, através da proposta fonaperiana, ou seja em cada ano e em cada lugar, em cada congresso ou em cada seminário, lá marcamos presença na defesa do Ensino Religioso, sem proselitismo. "Caminhando e cantando e seguindo a canção, somos todos iguais braços dados ou não, na escola e na rua, campos construção"... Na luta pelo respeito às diferenças... Pelo respeito à diversidade cultura religiosa do nosso imenso País, dando um basta as mais diversas formas de preconceito. 

Por um mundo mais humano!
Por um mundo melhor!!!


Equipe do FONAPER em Juiz de Fora- MG 2013
Momentos da Formação - João Pessoa-PB - 2014

SHARE
    Blogger Comentarios
    Facebook Comentarios

0 comentários:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial