sábado, 28 de setembro de 2013

MEMÓRIAS SOBRE O ENSINO RELIGIOSO




O Professor Sergio Junqueira do GPER sendo entrevistado a respeito do Ensino Religioso no Brasil. 

BRASIL! COLÔNIA DE PORTUGAL, 
QUANDO OS NATIVOS FORAM OBRIGADOS A SEGUIR A RELIGIÃO CRISTÃ CATÓLICA ROMANA, RELIGIÃO OFICIAL DO ESTADO NAÇÃO NAQUELA ÉPOCA.

HOJE SOMOS UM PAÍS DA DIVERSIDADE...
ENTRETANTO AINDA EXISTEM TANTO DESRESPEITO QUANTO A ESTA DIVERSIDADE!

A ESCOLA COMO ESPAÇO SOCIAL E PLURAL PRECISA ESTAR 
MAIS ATENTA QUANTO AO DIÁLOGO ECUMÊNICO E INTER-RELIGIOSO

UMA DIVERSIDADE QUE RESPEITA O OUTRO 
ATRAVÉS DA ABERTURA DO DIÁLOGO ENTRE A DIVERSIDADE...
SÓ ASSIM TEREMOS UMA CULTURA DE PAZ.

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

DIA DA RAÇA – 5 DE SETEMBRO







Somos uma mistura de raças


( Maria José T. Holmes)

Dia 5 de setembro é um dia dedicado no Norte do Brasil ao “Dia da Raça”. Em pesquisas realizadas na internet, percebemos que não existe uma data certa. Alguns afirmam que este dia é celebrado em Portugal no dia 10 de junho. Outros em sua maioria dizem que é 5 de setembro. Para nós brasileiros esta data tem um grande significado, porque mostra as nossas origens através da miscigenação que houve em razão da mistura de diversos grupos humanos que aconteceu no país. 

 
Diversidade! Esta é a nossa grande riqueza culrural

São inúmeras as raças que favoreceram a formação do povo brasileiro, integrados por negros, brancos e índios e o entrelaçamento entre estes, europeus e os asiáticos. Contribuindo dessa forma com a riqueza da nossa cultura em todos os sentidos os quais, destacamos os costumes tradicionais, com trajes, comidas típicas e os aspectos religiosos. 
Este é um dos sangue que corre em nossas veias
Por estes motivos é que se afirma ser o Brasil um País laico, pela sua diversidade cultural religiosa.
A identidade cultural brasileira, a formação da "raça brasileira", teve início a partir da Independência do Brasil. O sentimento de nacionalidade tomou grandes proporções durante a Inconfidência Mineira, culminando com a Independência, que nos fez surgir como nação, liberta de Portugal.
 A segunda libertação veio com a Proclamação da República, que comprovou a já enraizada convicção de unidade nacional, cujo espírito de nacionalidade colaborou e fortaleceu cada vez mais pela defesa do solo brasileiro.
Esta celebração no norte do País neste dia é muito forte, com “Desfiles Cívicos Estudantis”. Separando assim do “Desfile Militar” no dia 7 de setembro.


quinta-feira, 5 de setembro de 2013

O VALOR DA AMIZADE

A turma do ER  animada com a festança
Festança na Roça das Paulinas
Momentos inesquecíveis
Festança  da Amizade
Amigos(as) do Ensino Religioso























































ESTA É PARA AMIGO LER!!!


Um jovem recém-casado estava sentado num sofá, num dia 

quente e úmido, bebericando chá gelado, durante uma visita ao seu pai. Ao conversarem sobre a vida, o casamento, as responsabilidades da vida, as obrigações da pessoa adulta, o pai remexia pensativamente os cubos de gelo no seu copo e lançou um olhar claro e sóbrio para seu filho. - Nunca se esqueça de seus amigos! - aconselhou. Serão mais importantes à medida que você envelhecer. Independentemente do quanto você ame sua família, os filhos que porventura
venham a ter, você sempre precisará de amigos..



Lembre-se de ocasionalmente ir a lugares com eles; faça coisas com eles; telefone para eles...

Que estranho conselho! (Pensou o jovem). Acabo de ingressar no mundo dos casados. Sou adulto. Com certeza, minha esposa e a família que iniciaremos serão tudo de que necessito para dar sentido à minha vida!

Contudo, ele obedeceu ao pai. Manteve contato com seus amigos e anualmente aumentava o número de amigos. À medida que os anos se passavam, ele foi compreendendo que seu pai sabia do que falava. À medida que o tempo e a natureza realizam suas mudanças e seus mistérios sobre um homem, amigos são baluartes de sua vida.

Passados 50 anos, eis o que aprendi:

O Tempo passa.

A vida acontece.
A distância separa..

O Chá de Bebê da Profª. Andrea
As crianças crescem.
Os empregos vão e vêm.
O amor fica mais frouxo.
As pessoas não fazem 


O que deveriam fazer.
O coração se rompe.


Chá de Bebê animado...
Os pais morrem.
Os colegas esquecem os favores.
As carreiras terminam.
Os filhos seguem a sua vida como você tão bem ensinou.

MAS... os verdadeiros amigos estão lá, não importa quanto tempo e quantos quilômetros estão entre vocês.
Um amigo nunca está mais distante do que o alcance de uma necessidade, torcendo por você, intervindo em seu favor e esperando você de braços abertos, e abençoando sua vida!

Quando iniciamos esta aventura chamada VIDA, não sabíamos das incríveis alegrias ou tristezas que estavam adiante. Nem sabíamos o quanto precisaríamos uns dos outros.

Remeta este texto a todos os amigos que ajudam a dar sentido à sua vida...Eu já estou fazendo!

Este foi um texto que recebi por e-mail da minha amiga da DGC (SEDEC) Lucinha Ponce Leon

Estes são momentos ímpares da Formação Continuada de Ensino Religioso que não se pode deixar de registrar. 
Uma parceria entre SEDEC e Livraria Paulinas. 
Agradeço a gentileza das Amigas do Polo VIII: 
Eliane, Fátima e Zuleide que vieram compartilhar conosco da confraternização Junina de 2012. 
E principalmente das amigas Neidinha, Gorete e Valmira que tão gentilmente vieram coordenar as apresentações, dando o seu brilho com um toque especial na nossa grande amizade. 

Valeu minhas amigas!

Paciência - Lenine