segunda-feira, 11 de março de 2013

O PAPEL DA MULHER NAS RELIGIÕES



https://endomarketing.tv/diversidade-nas-organizacoes/


RELIGIÃO INDÍGENA-MULHER DO CACIQUE


 Para as mulheres indígenas, os desafios são grandes porque são preparadas para serem boas esposas e donas de casa, cuidando da educação dos filhos e os ensinamentos dos preceitos morais da religião. Contudo elas já estão conquistando vários espaços na sociedade, não só na agricultura, mas no artesanato, nos estudos das letras chegando até a faculdade. O que demonstra em parte o início da emancipação dessas mulheres guerreiras que nos dão lições de vida.


 

UMBANDA - MÃE FLÁVIA: 


Nas Religiões afro Umbanda e Candomblé a mulher desempenha um papel fundamental no seio da religião em relação à outras tradições religiosas. Segundo pesquisas realizadas o número de mulheres dirigindo Templos Sagrados no Brasil é bem maior que o número de homens. 

Na África a religião é orientada pelos homens e em nosso País o predomínio é de mulheres, tendo em vista essas guerreiras irem à luta e conquistarem um espaço de serem as primeiras a conseguirem a alforria.

(Revista Eletrônica de Ciências Sociais, n. 4, Setembro / 2009. Página 156 a 165 www.cchla.ufpb.br/caos)

 

MATRIARCADO DO CANDOMBLÉ




A MULHER NO ISLAM E IGREJA CATÓLICA

      No Islamismo as mulheres  desempenham um papel de submissão segundo as leis do livro sagrado  "Entre os Seus sinais está o de haver-vos criado companheiras da vossa mesma espécie, para que com elas convivais; e colocou amor e piedade entre vós. Por certo que nisto há sinais para os sensatos.'' (Alcorão Sagrado 30:21).
    A mulher pode também exercer atividade fora do lar não e proibido entretanto, a sua permissibilidade é acatada a medida em que não comprometa a instituição familiar, e a educação dos filhos, e depende da aceitação ou não do marido. 
(http://www.religiaodedeus.net/papel_da_mulher_no_islam.htm).
    
Já no Catolicismo, grande parte das pessoas que trabalham pela religião é do sexo feminino, porém elas desempenham várias funções, dentro da instituição,  principalmente em relação às pastorais que são sempre dirigidas por mulheres, contudo, não podem assumir a responsabilidade de dirigirem as Igrejas, pois todos os dirigentes são do sexo masculino. 

     Em geral no Cristianismo as mulheres eram anuladas para o exercício de várias atividades...Tudo era visto pelo homem, de forma que o regime era patriarcal. Toda a Bíblia se refere à mulher enquanto submissa ao homem...O único lider que reconheceu na mulher o seu verdadeiro valor foi Jesus Cristo. E assim isso foi passando por vários períodos desde a antiguidade, medieval e calvinista, aos poucos as mulheres foram se estabelecendo e fazendo as suas conquistas, haja vista as rainhas, e pastoras que surgiram na época de Calvino, o que até hoje perdura.
       
     Por outro lado em algumas Igrejas Evangélicas já existem mulheres pastoras que já estão assumindo esse papel de dirigente.
        



A MULHER NO JUDAÍSMO


A mulher é respeitada porém, cuidam da educação dos filhos. "A  Lei Judaica restringe a atuação das mulheres também em outras áreas. Elas não podem exercer a função de rabino-juiz, ou servir como testemunha. Pois a Torá afirma que para executar estas funções adequadamente é necessária uma total imparcialidade, um raciocínio frio e objetivo".
Por isso as mulheres não podem dirigir também o culto sagrado, na Sinagoga elas se sentam separadas dos homens, pelo fato da Torá reconhecer a natureza do homem. 

(http://www.blogger.com/blogger.g?blogID)



A MULHER NO BUDISMO 


     O que se reverencia no budismo não é o gênero, masculino ou feminino, mas a mente iluminada, anterior às discriminações, capaz de incluir todos os seres na grande ternura da acolhida suprema. (Monja Cohen)
      No Budismo não há comparação entre homem e mulher. Todos são referendados igualmente. Não há distinção de direitos e deveres.
Segundo as pesquisas tanto o homem quanto a mulher tem a natureza de Buda. Com isso entendemos que não há discriminação entre o homem e a mulher. "O próprio Dalai Lama já disse – não sei se para nos apoiar – que talvez a sua próxima reencarnação seja feminina. A ver vamos."
(http://dakinilounge.blogspot.com.br/2007/05/os-homens-tm-natureza-de-buda-e-as.html)



Objetivos da pesquisa: 

Verificar o papel que a mulher desempenha nas diversas tradições religiosas.

Atividades:
Palestras e ou pesquisas;
Interpretação e produção de textos;
Vídeos e ou textos;
Cartazes e ou murais;
Caça palavras e ou Palavras cruzadas;
Danças e ou dramatização entre outros.

OBS: Todos os vídeos que estão contidos nesta pesquisa foram retirados do youtube.


10 comentários:

  1. Excelente contribuição para o professor de Ensino Religioso como também para toda sociedade. Obrigado por mais essa contribuição. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Com esses comentários vocês estão dando grandes contribuições para que o Ensino Religioso tenha mais uma ampla visão. Valeu!

    Convido você Micha paraser um (a) seguidor (a) deste blog.

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito parabéns pelo seu trabalho

    ResponderExcluir
  4. Muito boa essa proposta de aula. Usarei em minhas aulas.

    ResponderExcluir
  5. legal estes cometários, simples mais com conteúdo. parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Olá Sejam bem vindas/dos a este espaço que foi criado especialmente para os professores de Ensino Religioso e ou outros educadores fazerem suas pesquisas, bem como fazer seus comentários e críticas! Convido a serem também seguidores deste blog...Qualquer dúvidas estarei à disposição.

    ResponderExcluir

Paciência - Lenine